IMPOSTOS PODEM CHEGAR A 54% DO PREÇO DE PRODUTOS DE PÁSCOA

Os impostos podem corresponder a mais da metade do preço de alguns produtos consumidos na Páscoa. Um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBTU) mostra que o vinho é o produto com maior carga tributária, sendo de 54,73%. O preço do bacalhau, outro produto amplamente consumido no período, é 43,78% composto de tributos.

A colomba pascoal de chocolate (38,6%), o ovo de páscoa (38%) e até um simples cartão (37,48%) também estão incluídos entre os primeiros lugares da lista.

Nem os artefatos de decoração escaparam. No papel-celofane, os tributos representam 35,20%. Já a fita para cesta e laço têm, cada uma, o tributo incidente de 34%.

Abaixo segue a lista completa dos tributos incidentes sobre os produtos da cesta de Páscoa divulgados pelo IBPT:

Vinho – 54,73%
Bacalhau – 43,78%
Colomba pascoal de chocolate – 38,68%
Ovo de Páscoa – 38,00%
Bombom – 38,00%
Cartão – 37,48%
Colomba pascoal tradicional – 36,02%
Papel celofane – 35,20%
Peixes em geral – 34,48%
Fita para cesta – 34,00%
Laço de fita – 34,00%
Coelhinho de pelúcia – 29,92%

Esta entrada foi publicada em Contábil / Fiscal. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *