EMPRESÁRIOS PEDEM REVOGAÇÃO DO DECRETO QUE ANTECIPA IMPOSTO

Cerca de 500 representantes da classe empresarial de Santa Catarina e uma frente de deputados estaduais se reuniram na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), para discutir o decreto 1.357, do governo do Estado, que estabeleceu o recolhimento antecipado da diferença de ICMS (Difa) nas operações de compra de produtos de outros estados. Os micro e pequenos empresários querem a revogação do decreto. Entre as entidades de classe participantes estavam a FCDL-SC, Sebrae, Facisc, Aemflo e CDL-SJ e Acif.

O presidente da FCDL-SC, Sérgio Medeiros, mostrou confiança quanto à revogação do decreto: “se a revogação não for acatada certamente teremos falências de empresas em SC, aumento de desemprego, elevação de preços e, em longo prazo, prejuízos para a economia. Com tantos pontos negativos acreditamos que o governo tomará a melhor decisão para os empresários: a revogação do decreto”, afirmou. Medeiros, que falou na tribuna, representando a visão dos empresários, apresentou dados que comprovam que a arrecadação do Estado vem aumentando nos últimos dez anos e que a criação desse novo imposto é desnecessária.

Esta entrada foi publicada em Contábil / Fiscal. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>